11 de jan de 2009

Baby let's cruise away from here

Um cruzeiro marítimo para muitas pessoas representa férias, festas, comida farta - e as vezes - bebida na faixa.

No Brasil o fênomeno é recente. Está cada vez mais comum família tirar férias em cruzeiros. Há cruzeiros temáticos para todos os gostos. Tem para gourmet, cruzeiro com foco em fitness, acompanhando ídolos como Roberto Carlos, Fábio Jr, e até cruzeiros com a temática sertaneja a bordo Bruno e Marrone e outras duplas. Tem até cruzeiro zen!

Sem esquecer cruzeiros voltados para o público jovem onde a ordem é balada, bebida e, claro, muito sexo. Tem gente apelidando este tipo de cruzeiro de Cialis/Viagra devido ao alto consumo de pílulas para melhorar o desempenho da garotada.

A empresa italiana MSC Cruzeiros, líder no mercado na América do Sul, não está dando sorte nesta temporada 2008/2009 na costa brasileira. Recapitulando:

Primeiro teve o caso da Isabella Baracat Negrato. Ela tinha 20 anos e faleceu no dia 19/12/08 durante um cruzeiro universitário entre Santos e Rio de Janeiro aparentemente depois do consumo elevado de bebidas alcóolicas. A jovem estava no navio MSC Opera.

Uma mulher de 74 anos, passageira do transatlântico MSC Musica, morreu na madrugada do dia 10/01/09 a bordo do cruzeiro no litoral paulista. De acordo com a assessoria de imprensa da empresa, ela sofreu uma parada cardíaca.

O navio MSC Sinfonia ficou retido em Salvador (BA) pela Vigilância Sanitária que investigava a causa de 380 casos de intoxicação alimentar a bordo nesta semana. O navio é o mesmo que teve uma morte a bordo - na segunda-feira, a carioca Aline Mion Almeida, de 32 anos, portadora de distrofia muscular, morreu quando a embarcação estava no Recife (a PF investiga o caso) - e uma internação, anteontem, de uma mulher de 87 anos que sofreu problemas cardíacos.

Deve ser uma série de eventos sem nenhuma relação, mas que dá medo dá. Eu não queria ir num cruzeiro desta empresa.

OK. Revisando. Se pintar uma desistência de algum leitor do blog eu me sacrifico para ir verificar in loco. Eu posto as minhas impressões na volta. Se eu voltar. é claro.


Nenhum comentário: