10 de jan de 2009

Bushismos - nunca antes na história daquele país

Saiu na Época desta semana.

George W. Bush foi criticado por suas posturas na crise do 11 de Setembro, nas invasões do Iraque e do Afeganistão, na tragédia do furacão Katrina e na atual crise econômica.

Em todos esses episódios Bush também ganhou as manchetes por conta de algumas frases bizarras que pronunciou, recheadas de erros de todo o tipo e de pouca sensibilidade.



“Eu sei que os seres humanos e os peixes podem coexistir pacificamente”
Nós também. Quem sabe a gente elege o Bob Esponja para presidente?

“Não há dúvida na minha mente, nenhuma, de que vamos fracassar”
Ishperto ele. É um consenso universal.

“Muitos médicos estão saindo do mercado. Muitos obstetras/ginecologistas não têm mais como praticar seu amor pelas mulheres no país”
Imagine a perda. Vai cair a taxa de natalidade. Pensando melhor, se vai ter menos bebês para que tanto obstetra e ginecologista? A pergunta que não quer calar é "Where is the love?"

“Esperamos ouvir a opinião de vocês, para que possamos fazer nosso trabalho mais melhor”
Aprendeu com o Lula. Para ter uma aprovação como o nosso presidente tem que ser mais melhor de bom.

“Nem sempre os Estados Unidos e a América tiveram uma relação próxima. Afinal de contas, 60 anos atrás estávamos em guerra”
O Japão coitado que estava só assitindo levou duas bombas atômicas. Sacanagem....

“Não se enganem sobre isso. Eu sei como é difícil agüentar isso. Eu falo com famílias que morrem”
Praticando os seus dons mediúnicos.

“O povo americano está orgulhoso de receber sua majestade nos Estados Unidos, uma nação que conhece muito bem. Afinal, sua majestade jantou com dez presidentes americanos, e ajudou a celebrar o bicentenário da nossa nação em 17... em 1976”
A rainha da Inglaterra foi aia no casamento da mãe da Dercy Gonçalves e amiga de infância da Glória Maria. Isto tudo antes do telégrafo.

“Essas são grandes realizações para esse país, e o povo da Bulgária deve estar orgulhoso das realizações que realizou”
Na real, me sinto realizado de saber disto.

“Senhor primeiro-ministro, obrigado pela apresentação. Obrigado por ser um anfitrião tão bom para o encontro da Opep”
Em setembro de 2007, em Sydney, na Austrália, durante reunião da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico, que, na sigla em inglês, é a Apec.
Pequena gafe. Pior foi o Ronald Reagan que propôs um brinde ao povo da Bolívia. Detalhe: a recepção era em Brasília. Quer dizer para os yankees Bolívia, Brasil é tudo a mesma merda...

“O fato de que eles compraram a máquina significa que alguém teve que fabricar a máquina. E quando alguém fabrica a máquina, isso significa que há empregos no lugar onde se fabricam máquinas”
Peraí. Não estou entendeeeeeeindo. Explica dinovo?

“E eles NÃO têm desprezo pela vida humana”
Em 15 de julho de 2008, na Casa Branca, ao criticar os militantes que vivem no Afeganistão.
Isto é que os diferencia dos marines norte-americanos?

“Eu me lembro de encontrar com a mãe de uma criança que foi sequestrada pelos norte-coreanos bem aqui no Salão Oval”
Chamem o FBI e o Serviço Secreto.

“Por toda a história, as palavras da Declaração [de Independência] inspiraram imigrantes de todo o mundo a navegar para nossas costas. Esses imigrantes ajudaram a transformar 13 pequenas colônias em uma grande nação com mais de 300 pessoas”
Em 4 de julho de 2008, na Virgínia. A população dos EUA supera, na verdade, os 300 milhões de pessoas.
Só no congresso americano são 535 (100 senadores e 435 deputados)

“Eu analisei a situação e decidi que não queria ser o presidente durante uma depressão maior que a Grande Depressão, ou no começo de uma depressão maior que a Grande Depressão”

“As pessoas perguntam: você escuta mais alguém além de... algumas pessoas? Claro que eu escuto”
Em 18 de dezembro, em Washington, sobre a crise econômica
Será que ele ouve "vozes"? Pelo jeito ele tem um canal aberto com o além...

Nenhum comentário: