22 de dez de 2009

Missão "Super Xuxa contra o Baixo Astral" falhou - A Fazenda 2


Acompanho a Fazenda 2 regularmente e estava torcendo para que o Xuxa, o Sussurrador, saísse com uma porcentagem alta. Nunca vi alguém quase conseguir acabar com um reality show da forma que ele fez.

Para quem não acompanha, foi assim: Xuxa, o superbondoso, impôs aos demais participantes que a casa tem que ter "harmonia e paz". Quem não acata as ordens iria para a Roça. Caso a pessoa retornasse, Xuxa dizia que "sabia que a ovelha negra voltaria". Uma indicação disfarçada de CANTINHO DA DISCIPLINA para o público acreditar que ele era bom e que torcia para que o oponente voltasse da Roça. Aham, tá.

Suas atitudes dentro da casa demonstravam que ele era uma pessoa narcisista e egocêntrica, e até certo ponto fria. Usava seus méritos para impor superioridade e com isso manipular os outros confinados como escadas. Bobo de quem se deixava levar pelo papo de "Super Xuxa contra o Baixo Astral". Está lá para ganhar 1 milhão, e não para ajudar outro a ganhar.

Talvez por causa dessa Ego míope, Xuxa caiu na própria armadilha. No afã de colocar-se como ser superior que acredita ser, e colocar Caco Ricci para fora da Fazenda, Xuxa ofereceu a cabeça na bandeja para o fazendeiro MC Leozinho (coitadinho sabambaia). Pois bem, Leozinho acatou a ordem do Super Xuxa.

Xuxa já havia caído em outra armadilha, a do Caco. No dia 15, no desafio que iria escolher quem iria para a Roça dessa semana, Caco Ricci escolheu Xuxa para representá-lo numa disputa (veja o texto da Scully).

Caco mostrou a quem quisesse ver que Xuxa não fez o mínimo esforço para vencer o desafio, para que Caco fisse direto para a Roça, demonstrando a sua vertente "harmonia e amor ao próximo" ser muito dúbia. Além disso, Caco não precisou ser indicado por ninguém, livrando-se de possíveis acusações dos outros confinados.

E tem mais. O Super Xuxurrador bolinou o cão Max, e os patrocinadores pediram explicações à Rede Record, para que fossem tomadas as devidas providências.

Super Xuxa tentou, com uma tese muito mal elaborada e cheia de furos, colocar-se desde o começo como jogador "mais forte" usando seus vitórias como esportista, para impor aos demais uma regra de Paz que só funcionou na primeira edição. Tentou passar a ideia de nobreza colocando-se na Roça, para "poupar" o samambaia Leozinho. Armou, com Sheilla Melo, um romance tão fake quanto o casamento do Denner. E depois, na Roça, disse:

"Primeiro, eu quero que o Brasil entenda porque eu entrei aqui. Eu entrei porque eu acredito que Deus tá me dando a segunda chance de dar amor ao Brasil. Eu representei o Brasil a minha vida inteira. E por amor eu escolhi vir pra fazenda. Por amor ao Brasil, eu tô aqui nessa Roça, porque eu quero que o Brasil sinta o mesmo orgulho que eu tive, orgulho de ser brasileiro. Patriotismo. E com amor, a gente faz esse Brasil mais digno. E que em 2016, tenhamos uma olimpíada que a gente tenha orgulho, com muito amor e muitas medalhas de ouro e blá blá blá..." (copiei da Scully)

Xuxa queria dar ao Brasil Amor, Patriotismo, e alguma coisa de Olimpíada de 2016 que eu não entendi muito bem. Tudo isso num reality show em que 12 pessoas disputam um prêmio individual de 1 milhão de Reais. Entendeu?

Nem o Super Xuxa entendeu o jogo. Embaralhou-se, julgando ser querido. Não soube interpretar as roças. Enfim. Sobrou pro "brasil".

E Sheilla Melo?
Essa semana ela está a salvo, mas semana que vem certamente ela será mandada para a Roça, já que ela não criou elo com mais ninguém dentro da casa.

Depois de nove edições de Big Brother Brasil, a pessoa não aprendeu nada sobre reality show . Sheila está disputando um prêmio individual e desde o começo do programa depende de outro participante para aparecer, para continuar dentro do jogo. Ela melhor ter feito o papel de samambaia, pelo menos não teria queimado tanto sua imagem aqui fora.

Nenhum comentário: