16 de dez de 2008

A pequena Aiko, a namorada 2.0



O jovem afirmou que construiu Aiko porque nunca teve tempo de encontrar uma namorada de carne e osso, mas não utiliza o robô para fins sexuais, embora Aiko seja sensível ao toque e responda a estímulos. “Como uma mulher de verdade, ela reage se é tocada de certos modos”, afirma Le Trung. “Se você apertá-la com força, ela tentará te dar um tapa”, explica o criador.

"I don`t like when you touch my breast"


Nunca teve tempo para encontrar namorada?
Dica: Não fique no laboratório 100 horas por semana, ano após ano, criando um simulacro de uma mulher robô.

Parece que até namoradas robôs tem dias de TPM
- Você só me vê como uma mulher objeto...
- Amore, você está com um parafuso solto.
- Você nem me procura mais, nem para trocar o óleo!
- Aikuzinha, querida!
- Eu não gosto que você me chame assim. Me sinto uma boneca inflável sofisticada.
- Saco, aonde será que eu deixei o controle remoto?


Repararam que a boneca está numa cadeira de rodas? Isto nem é fantasia sexual, parece mais uma parafilia.
:o)


Nenhum comentário: