13 de jan de 2009

Orgias em horário nobre

Folha de São Paulo de hoje, 13 de janeiro:

Big Brother Brasil terá "quarto da suruba"


A nona edição de "Big Brother Brasil", que estreia hoje na Globo, terá um quarto com uma cama para quatro pessoas. O móvel mede cinco metros por cinco metros e é a principal atração do quarto surpresa.

Os participantes só conhecerão o quarto surpresa na semana que vem. Quatro deles, independentemente de sexo e de formarem casais, serão obrigados a compartilhar a cama gigante. O ambiente foi apelidado pela produção de "quarto dos sonhos" e de "surubão".

O "BBB 9" terá um segundo quarto surpresa. O dormitório ficará fora da casa e será usado para "uma coisa especial na terceira semana", segundo J.B. de Oliveira, o Boninho, diretor de núcleo do programa.

Além dos dois quartos surpresa, o reality show terá os já tradicionais quarto do líder e dois dormitórios coletivos (um deles decorado com espelhos).

Apesar de o quarto "surubão" sugerir sexo entre os participantes, a orientação da direção-geral da Globo é para que "BBB 9" tenha uma edição mais "careta" do que as anteriores.

A emissora quer evitar problemas com o Ministério Público Federal. Tanto que autoclassificou o programa como impróprio para menores de 14 anos, inadequado para veiculação antes das 21h. As edições anteriores eram impróprias para menores de 16 anos (22h). Nos Estados em que não há horário de verão, "BBB" irá ao ar pouco depois das 21h.


Sei, família. Eu sou um pouco careta e eu estou ficando velho mas no meu dicionário as palavras "suruba" e "família" só se encontravam em títulos de pornografia barata e em sites de contos eróticos.

Enfim, começa hoje outro BBB [bocejo]. Chato. Assim como depois vem a cobertura do Carnaval 2009 [duplo bocejo].

Não assisto, acho chato e não entendo o hype que o BBB provoca. Um monte de gente fútil que só se preocupa em aparecer e fazer intriga típica de adolescentes. Mais um motivo para ficar longe da programação da rede Globo.

Vamos esperar o carnaval passar e as inevitáveis capas da Playboy e Sexxy com as meninas do BBB. Era mais legal quando para aparecer nestas revistas a pessoa era muito bonita ou muito famosa como atrizes de projeção que provocavam o imaginário popular.

Hoje qualquer sub-celebridade mostra quase tudo no BBB, ou já posou e fez filmes adultos antes de entrar no programa. Quando sai posa para o Paparazzo em fotos provocantes. Quer dizer, quando sai a revista a novidade é quase zero.

Outro efeito colateral abominável do BBB é o surgimento de apresentadores que nunca seriam convidados nem para locutores de gincana estudantil como Diego Alemão, Sirislene, etc.

Para quem gosta, aproveite. Eu vou ali colocar a leitura em dia e ver os DVDs que empilhei para assistir mais tarde. Se rolar uma suruba não-família quem sabe eu dê uma espiadinha...


Nenhum comentário: