15 de jan de 2009

Dou-lhe uma, dou-lhe duas, dou-lhe três...

Americana que faz leilão da virgindade recusou US$ 1,5 milhão de brasileiro

Seguem algumas partes (leia a reportagem completa no link acima):

Natalie Dylan, a norte-americana de 22 anos que está leiloando sua virgindade pela internet, recebeu um lance vindo do Brasil. “Ele me ofereceu US$ 1,5 milhão. É um dos maiores lances que já recebi!”, disse Natalie a ÉPOCA. “Mas ele queria que eu fosse até o Brasil. Acho que isso seria contra a lei.” Informada sobre a legalidade da prostituição no Brasil, Natalie reconsiderou. “Ah, é? Vou pesquisar melhor."

Até agora, mais de dez mil homens enviaram lances. Natalie os recebe por e-mail. Ela separa os lances mais altos e começa uma conversa com os pretendentes pela internet. Ela diz que não fará sexo necessariamente com aquele que pagar mais alto. A escolha dependerá da “química” entre eles. Também vai depender de uma ficha criminal limpa e de exames de sangue comprovando a ausência de doenças sexualmente transmissíveis.

Natalie, por sua vez, diz já ter posto sua virgindade à prova ao passar por dois detectores de mentira. Ela afirma que se submeteria a um teste ginecológico caso o vencedor do leilão exija.

O lance mais alto, até agora, é de US$ 3,8 milhões (cerca de R$ 9 milhões), dado por um australiano.

Natalie, uma mulher atraente e bem articulada, afirma ter tido dois namorados. “Claro que ficamos íntimos de algumas maneiras, mas eles foram legais e tiveram paciência comigo”, disse.

Outra inspiração foi sua irmã que, aos 21 anos, trabalhou três semanas num bordel para pagar seus estudos. “Eu sou pró-escolha”, disse Natalie. “Acho que homens e mulheres devem fazer o que quiserem com seus corpos”.

As duas irmãs fizeram faculdade juntas, num curso de graduação em ciências sociais voltado para o univeso feminino. Ela afirma ter crescido numa família de situação financeira boa, até que seu padrasto “extorquiu todo o dinheiro”, deixando-as na bancarrota.

“Isso definitivamente contribuiu para que nós aceitássemos nos prostituir. Eu não cresci querendo ser uma prostituta, mas também nunca vi a coisa negativamente”. Natalie diz que quer o dinheiro para fazer um mestrado em terapia familiar e conjugal.

O caso de Natalie mobilizou a mídia de todo o mundo. Ela já deu entrevistas nos canais de TV mais importante dos EUA e sentou-se no sofá do talk show da ex-modelo Tyra Banks. “Isso virou um American Idol da virgindade, todo mundo está literalmente votando para me dizer o que eu devo fazer”. Ela ainda pensa em transformar a experiência num livro - acadêmico. “O que está acontecendo é ótimo para os meus estudos”.




Quando perguntada se desistiria do leilão, como fez a modelo peruana Graciela, Natalie acha que talvez já tenha ido longe demais para voltar atrás. “Querem levar minha história para o cinema, só pela comoção. Obviamente, meu objetivo não era fazer sexo num bordel, mas me tornar estável financeiramente”. Diante do sucesso mundial e das propostas de negócio que não envolvem sexo, Natalie pondera se deve realmente ir para a cama por uma verdadeira fortuna. “Ainda estou avaliando o quanto podem oferecer pela minha história. É claro que eu não seria boba de vender a virgindade se eu não precisar do dinheiro".


Não é um bom investimento. Por partes.

1 - NENHUMA vagina valhe R$ 9 milhões. Nem o hímem de nenhuma delas. Nem que fosse de ouro.

2 - Ela não está com esta bola toda. Por este preço dá para 'alugar' dezenas de capas da Playboy. Certeza.

3 - Tanta coisa melhor para fazer com este dinheiro: ajudar os refugiados de Darfur ou auxiliar uma ONG a combater a fome na África. Quem sabe comprar uma ilha paradisíaca? Explico, a ilha poderia proporcionar milhares de horas de entretenimento para você e seus amigos. Já a Natalie vai proporcionar, no máximo, umas 8 horas de diversão. Sem falar que você pode revender a ilha mais tarde recuperando e até aumentando o dinheiro investido.

4 - E se o comprador não gostar dos serviços prestados? Ninguém pode dizer que ela tenha muita experiência...

5 - E sempre levanta aquela questão. Ela é amadora ou profissional?

Nenhum comentário: